quinta-feira, 28 de abril de 2011

Para que serve a FOTO KIRLIAN ou a KIRLIANGRAFIA ou mesmo ELETROGRAFIA

A eletrofotografia(na sua forma mais simples) baseia-se nas observações de um fenômeno conhecido como descarga da corona. Na presença de campos elétricos de alta frequência, objetos eletricamente ligados à terra costumam apresentar descargas de centelha entre o objeto e o eletrodo que gera o campo. O termo "descarga em corona" provém da observação do padrão de descarga em torno de objetos circulares, nos quais a forma da centelha existente ao longo da borda do objeto assemelha-se à coroa externa que se vê em torno do Sol durante os eclipses. Quando um pedaço de filme fotográfico é interposto entre o objeto e o eletrodo, a descarga de centelha é registrado em emulsão. A coroa é resultado dos rastros da descarga de elétrons, a qual representa milhões de elétrons fluindo do objeto para a placa fotográfica sobre a qual ele se encontra. Dependendo do tipo de filme utilizado e das características  da fonte de energia do campo elétrico, pode-se observar na imagem eletrográfica a ocorrência de lindas cores e padrões de centelha, o que já foi chamado de "aura Kirlian".
Existem vários fatores biofísicos, tais como temperatura, umidade, microambiente local, pressão, etc., que podem afetar fisicamente a descarga final. A despeito das muitas variáveis que podem afetar a imagem, numerosos pesquisadores conseguiram obter relevantes informações biológicas a partir do aspecto das coroas elétricas fotografadas em torno da ponta de dedos humanos. Os padrões da descarga em corona das pontas dos dedos humanos revelam informações importantes para o diagnóstico da presença de problemas orgânicos, como inflamaçãos, infecções, depressão, nível de stress, entre outras coisas, no corpo de indivíduo cujo dedo estiver sendo fotografado.

Janice Angelotti
Terapeuta Floral
janiceastamm@hotmail.com
(41)9672-9962

.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.

terça-feira, 26 de abril de 2011

DOR - Ponto de Vista da Psique

A dor é definida como sensação desagradável, variável em intensidade e em extensão de localização, produzida pela estimulação de terminações nervosas.
Simboliza o sentimento de solidão e desamparo. Reflete culpa e autocastigo inconscientes relacionados à impossibilidade de resolver os problemas existenciais.
Aguda - Culpa, autocastigo.
Contínua - Desejo de ser amado, abraçado.
De cabeça - autonegação, autocrítica, medo. Sinal da alma de que está fazendo muito, que está impondo a si mesmo mais responsabilidade do que pode suportar.
Generalizada - dificuldade de expressar os sentimentos e de direcionar a vida, expressão afetiva bloqueada, angústia existencial, agressividade reprimida, marcas de abuso ou violência na infância, dificuldade de lidar com perdas significativas e com estados depressivos.
Cervical - mostra sensação de não ser querido e o medo de não poder conservar o amor. Falta de apoio emocional para a sobrecarga de responsabilidade.
Torácica - o tórax representa o eu, o privado e pessoal. Problemas nessa região indicam armaduras levantadas para proteger-se da rejeição e do perigo de mudanças. Associa-se também a culpa, busca de castigo, autocompadecimento e ligações com o passado.
Sacro-lombar - afetos ocultos ligados à sensação de culpa ou a uma rejeição da maturidade. Medo da falta de apoio financeiro.
Ciática - medo do futuro e da falta do dinheiro.
Nas mamas - cóleras não assimiladas(quando se trata de sensibilidade ao toque), desejo de maternidade, de realização feminina(mama esquerda), desejo de realização do masculino (mama direita), falta de alegria de viver e nutrição emocional.
Nos rins - problemas entre os parceiros.

Janice  Stamm
Terapeuta  Holística
janiceastamm@hotmail.com
(41)9672-9962

.~.~.~.~.~.~.~.~.~.

terça-feira, 19 de abril de 2011

Diabetes - Uma visão holística

Doença caracterizada pela incapacidade dos tecidos da economia de oxidar os carboidratos na proporção normal. Essa desordem metabólica, que tem como seu fator predominante a deficiência de insulina, manifesta-se pelo excesso de açúcar no sangue(hiperglicemia), presença de açúcar na urina(glicosúria) e, em fases mais adiantadas, acidose e coma.
O pâncreas é um órgão do corpo humano que fabrica um líquido chamado suco pancreático que contém insulina. Este produto natural, dissolve o excesso de açúcar do sangue. Mas, se a taxa de açúcar no sangue for muito alta, o pâncreas cansa de tanto fabricar insulina e fica esgotado, deixando de fabricá-la. Como as artérias também possuem insulina, para ficarem bem elásticas, o corpo tira esta insulina, e com isso as artérias endurecem, causando facilmente a arteriosclerose e em consequência o enfarto cardíaco.
A causa física, portanto, está na digestão que não funciona direito e o diabético tem muita febre dentro de si.
Por isso come muito, mas continua fraco e desnutrido porque não digere direito devido a febre interna que azeda e estraga a comida no estômago. Não adianta comer se não se consegue digerir direito.
Existe uma causa emocional por traz dessa doença, implica a dificuldade em assimilar as doçuras da vida.
O amor que a pessoa recebe pode ser excessivo, sufocante, porém não é da qualidade que necessita. Indica inconfessado desejo de realização amorosa, ao lado da incapacidade tanto de aceitar o amor como de entregar-se a ele.
Pode encobrir também melancolia e desesperança de assimilar o que precisa e a necessidade de controlar os outros.
Característica da Diabete
- Muita sede
- Feridas que não saram, principalmente nos pés
- Urina abundante
- Perda de peso
- Insônia
- Coceiras e infecções da pele
- Problema de vista


- Muita fraqueza(porque não consegue digerir os alimentos que come)
- Pele fria
- Desmaios
- Dormências, dor nas mãos e pés.

Alimentos que prejudicam o diabético
- Carne
- Arroz branco
- Trigo branco
- Açúcar branco
- Leite
- Queijo
- Corantes e aromatizantes nos alimentos
- Comidas fritas

O que o diabético deve comer
- Soja é excelente alimento para diabéticos
- Arroz integral
- Trigo integral
- Flocos de aveia
- Feijão
- Ervilha(pouca)
- Mandioca e outras raízes comestíveis
- Frutas e verduras cruas
- Alho
- Azeitonas sem sal
- Milho, couve-flor, alface, couve, abóbora, espinafre, cebola, chicória, pepino, tomate, vagem, cenoura, repolho, broto de feijão
- Leite de soja
- Amendoim
- Ovo
- Castanha-do-Pará

Alguns Florais de Bach utilizados para essa doença são: Chicory, Crab Apple, Scleranthus, Gorse, Willow, Wild Rose.

Janice Angelotti
Terapeuta Floral
Atendimento MSN
janiceastamm@hotmail.com
(41)9672-9962

.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.

domingo, 17 de abril de 2011

Problemas no pés - o que fala a linguagem corporal

Os pés simbolizam o local em que o espírito se encontra com a matéria. Representam a compreensão de nós mesmos, da vida e dos outros.
Problemas nos pés mostram medo do futuro e de ir em frente na vida.
Pés frios - são presentes nos indivíduos que enxergam o mundo como um lugar no qual não se pode confiar nos outros. O fato de sentir insegurança o faz manter defesas contra esse mundo.
Joanetes - sugere alguém que acata a opinião dos outros em vez de tomar as próprias decisões e assumir o próprio poder. A causa mais comum dos joanetes é o desejo de usar os calçados "da moda", o que mostra o controle que a tribo exerce sobre os instintos do indivíduo.
Gota(em geral afeta o dedão) - representa frustração e medo do movimento.
Unha encravada - indica raiva e também relutância em tomar uma iniciativa.
Primeiro artelho - dedão - está ligado ao meridiano do fígado e é o dedo que nos empurra para frente. Quando tem algum problema, significa raiva ou ressentimentos reprimidos, indicando que algo está impedindo a pessoa de seguir em frente por conta própria. O meridiano do baço/pâncreas também começa no dedão, e enfatiza que pensamentos precisam ser liberados para se seguir em frente.
Segundo e Terceiro artelhos - estão relacionados com o estômago e indicam dificuldade em digerir ou aceitar alguma coisa.
Quarto artelho - relacionado com a vesícula biliar. Indica que há decisões que a pessoa não consegue tomar por causa da necessidade de agradar aos outros. Ressentimento.
Quinto artelho - mindinho - relacionado aos rins e a bexiga. Mostra insegurança, indecisão e ansiedade.

Janice Angelotti
Terapeuta Floral
Consultas via MSN 
janiceastamm@hotmail.com
(41)9672-9962

.~.~.~.~.~.~.~.~.

quarta-feira, 13 de abril de 2011

Uso medicinal do MEL

O mel é bactericida natural, isto é, na presença desse alimento não se cria bactérias e infecção. A causa disso ainda não se conhece completamente.
Ao uso do mel é atribuída também a longa vida humana. O mel natural é um produto puro das flores, o néctar transportado pelas abelhas gera muita energia ao corpo humano, rejuvenesce as células. Este produto é conhecido e usado desde tempos muito antigos, os egípcios, os gregos, os romanos usavam o mel.
O mel verdadeiro se conhece pela aparência, cheiro, gosto, pela viscosidade e em geral todo o mel, pelo menos no sul do Brasil, cristaliza com o tempo. A melhor temperatura para cristalizar-se é 21 a 25 graus centígrados. Apenas o mel de algumas espécies de flor não cristaliza. O mel deve ser colhido bem maduro, os tubos dos favos devem estar lacrados pelas abelhas, pois o mel ainda não maduro azeda facilmente depois de colhido, ao passo que o mel maduro nunca.

Seus usos medicinais:
- Garganta infeccionada - faz-se gargarejo de água com mel.
- Tosse - não resiste a um chá feito com limão cortado com casca e tudo, 2 dentes de alho e bastante mel, e tomado quente.
- Febre - pode ser usada a mesma receita como a acima para a tosse ou então tomada fria a mistura de: mel, limão e água.
- Queimadura e feridas - colocar mel em cima, sem perigo algum de infecção se for mel puro, pois ele é bactericida.
- Esgotamento - o mel dá muita energia, basta comer algumas colheradas por dia.
- Prisão de ventre - dissolver uma colherada de mel num copo d'água e tomar ao deitar, ou também de manhã, em jejum. O mel é suave laxante.
- Memória fraca - o mel comido frequentemente fortifica o cérebro. Por isso é recomendado aos estudantes, professores e pessoas de muita atividade intelectual.
- Úlcera - toma-se água com mel diversas vezes ao dia, pois é um bom cicatrizante.
- Infecções - é muito bom o uso do mel, pois é comprovadamente bactericida, isto é, mata germes ou bactérias infecciosas em pouco tempo.
- Nervosismo - o mel é um suave calmante. Comer um pouco principalmente antes de deitar ou tomar com água.
- Problemas cardíacos - o mel fortifica o coração.
-Furúnculos - esquentar o mel, por em cima de um pano e aplicar em cima do furúnculo, ou misturar farinha de trigo com mel, isto amadurece rapidamente o furúnculo.
- Insônia - o mel é um calmante dos nervos e tomado com água ao deitar, combate a insônia.
- Anemia - geralmente é falta de ferro e de glóbulos vermelhos, o mel é rico em ferro, principalmente o mel mais escuro e combate a anemia, aumentando os glóbulos vermelhos.
- Raquitismo infantil - nunca deveria faltar um pouco de mel para as crianças, elas com isso se desenvolvem melhor. As mamadeiras deve ser adoçadas de preferência com mel.
- Sinusite e nariz entupido - o mel combate a sinusite, principalmente se for mastigado o favo com mel durante bastante tempo, 6 a 8 vezes ao dia e também desentope o nariz.

Pois bem, o mel tem múltiplas aplicações e além disso é ótimo alimento, digere bem e facilita a digestão, é bom fortificante para a pessoa de qualquer idade. É rico em proteínas. 
Observação: o mel não combina bem se for misturado com verdura, queijo, ovo, azeitonas, amendoim e até com pão fresco, por causa do fermento, provoca azia em muita gente.

Janice Angelotti
Terapeuta  Floral
janiceastamm@hotmail.com
(41)9672-9962

.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~

terça-feira, 12 de abril de 2011

Cíatica - Doença do nervo ciático

Doença caracterizada pela dor intensa ao longo do trajeto do nervo ciático, resultante de inflamação ou traumatismo do nervo.
Vendo de uma maneira global, essa doença mostra o descontentamento da pessoa com o rumo que está dando à vida, que se traduz em profunda dor interna, que não quer aceitar conscientemente - necessita manter oculta. Excessos de encargos assumidos.
A pessoa esconde forte sentimento de inferioridade, medo do futuro, de tomar decisões importantes e de não ter para onde avançar.

Causas físicas - excesso de trabalho dos rins porque a pele ou os intestinos não estão trabalhando direito.
                                                                                    - Traumatismo
                                                                                                  

Tratamento - fazer cataplasma de argila medicinal, fria, mas quando não está se ajustando bem a temperatura pode fazer com argila morna(esquentando em banho-maria). Em seguida misturar alho com a argila fina, meio a meio e esfregar na parte dolorida.

- Fazer fricção com álcool canforado.

- Fazer demorados banhos em água morna.

- Florais de Bach indicados - Larch - Mimulus - Crab Apple - Vervain - Pine - Rock Water - Beech.

Janice Angelotti
Terapeuta Floral
janiceastamm@hotmail.com
(41)9672-9962

.~.~.~.~.~.~.~.~.

segunda-feira, 11 de abril de 2011

RINITE ALÉRGICA do ponto de vista da TERAPIA FLORAL


A Rinite Alérgica é a inflamação da mucosa nasal causada por substâncias alérgicas. Mas, esse processo alérgico vem de um desordem emocional. Do ponto de vista da TERAPIA FLORAL, a rinite vincula-se à sobrecarga emocional. Sugere profunda irritação com figuras parentais ou do convívio social; medo ligado a compromissos sociais; sensação de perseguição e sentimentos de culpa.
Claro que para existir uma formulação adequada é necessário que a pessoa passe pela avaliação de um Terapeuta Floral, mas alguns florais que podem ajudar nesse caso são:
RESCUE REMEDY - WILLOW - ASPEN - ROCK ROSE - PINE.
Também pode ser aplicado nas narinas a seguinte formulação, sem o conteúdo alcoólico:
VERBENÁCEA - SÁLVIA - EUCALYPTUS - IMPATIENS - MIRABILIS em soro fisiológico.
Lembrando que estados emocionais negativos geram doenças, portanto para que aja uma verdadeira recuperação é necessário que a pessoa identifique o sentimento desarmônico e tente harmonizá-lo.                                                                                                                     

                                                                                                                            Janice Stamm
                                                                                                                           Terapeuta Holística
Terapia Floral/Bioeletrografia/
Iridologia/Mapa Astral                      
                                                                                                                              (41)9672-9962
                                                                                                   
                                                                                                                janiceastamm@hotmail.com

.~.~.~.~.~.~.~.

quarta-feira, 6 de abril de 2011

Tratamento Natural Para Conjuntivite

Conjuntivite - dor no olho, olho vermelho, inchado e ao levantar a pálpebra está grudada - é uma inflamação comum principalmente nas crianças.
Dentro da Terapia Floral essa inflamação reflete o fechar dos olhos para um conflito, visto que não quer encará-lo. Raiva e frustração diante dos fatos da vida. 

Indicação de tratamento: aplica-se cataplasma de argila medicinal em cima do olho fechado, na espessura de 1 a 2 centímetros e deixa-se por 1 hora.
Fazer isso duas a três vezes ao dia. Ao tirar o cataplasma é bom lavar com chá de tansagem.
Não há problema em deixar a argila medicinal uma noite inteira sobre o olho. Ele é altamente cicatrizante. Pode-se proteger os olhos antes com uma gaze fina.

Dentro da Terapia Floral faz-se um colírio em soro fisiológico e as essências florais  Phyllanthus+ Foeniculum +Verbenácea+ Malus+Impatiens e pinga 2 gotas 4 vezes ao dia no olho inflamado.

Janice Angelotti
Terapeuta Floral
janiceastamm@hotmail.com
(41)96729962

.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.