terça-feira, 10 de maio de 2011

BACTÉRIA ASSASSINA, INFECÇÃO? TÔ FORA.

Infecção é o estado doentio do corpo quando está invadido de microorganismos, ou germes, tais como bactérias, fungos, vírus e protozoários.
Ela pode ser local ou geral, dependendo se afeta apenas uma parte ou órgão ou o corpo todo. Pode ser grave ou não, dependendo do estado em que se encontra a resistência orgânica. O organismo tem suas defesas naturais, que criam a imunidade, isto é, a capacidade de se autodefender da infecção. São os glóbulos brancos, os linfócitos T que entram em ação como soldados de defesa. Sempre que qualquer micróbio invadir o corpo é dado o sinal de alerta pelas células e imediatamente o mecanismo de defesa é acionado pelo cérebro. Os glóbulos brancos do sangue se multiplicam com incrível rapidez para isolar ou matar o invasor. Isso só pode acontecer quando o organismo humano estiver em ordem, isto é, bem nutrido e com sangue limpo. Sempre que se forma pus é um sinal de que os mecanismos de defesa do corpo ainda estão funcionando.

Causas
Embora a infecção seja atribuída a microorganismos pela medicina convencional, temos uma visão muito diferente na medicina natural sobre esse problema. Infecção geralmente é uma defesa natural do corpo. Isso porque temos certeza de que nenhum microorganismo, seja vírus, bactéria, fungo ou protozoário, pode nos prejudicar se não lhe dermos oportunidade. Assim como não existem moscas onde não há lixo ou sujeira,  da mesma forma não haverá infecção se deixarmos nosso sangue limpo, nosso intestino livre de fezes grudadas, se tivermos boa nutrição. Seria um absurdo admitir que qualquer micróbio, tão pequeno que nem o podemos ver, seja mais poderoso do que nós que somos os reis da criação divina, os seres superiores, imagem da divindade. Um grande naturista dizia:"Ao culpar o micróbio como causador de seus males, o homem não quer admitir o erro próprio, porque contrariando as leis naturais, cada qual se converte no pior inimigo de si próprio". Lembremos que o maior inimigo dos micróbios é a limpeza.
Quais são então as verdadeiras causas das infecções?
. Falta de higiene corporal, sobretudo interna, contaminação ambiental, contaminação das águas, falta de esgotos.
. Desnutrição, mesmo que se coma muito, o que importa é o que se come e como se digere.
. Prisão de ventre que se torna foco de infecção.
. Os microorganismos são apenas consequência, são sintomáticos, revelam algo de errado no corpo. Se conseguem se multiplicar é porque há ambiente apropriado para isso.

Tratamento
Não precisamos ter medo de nenhum micróbio, mas devemos ter muito medo da sujeira, da desnutrição, das drogas que envenenam e enfraquecem as defesas orgânicas. Já conhecemos as causas das infecções, o que falta é combatê-las. Portanto, devemos fazer o seguinte:
. Boa nutrição, higiene, intestino limpo, ambiente limpo, água pura.
. É preciso combater a febre interna com banhos ou compressas de argila medicinal pelo menos à noite, porque onde não há febre não há infecção. 
. Usar sempre o alho(cru), o mel, a cebola e o limão, pois são excelentes antibióticos naturais. Os antibióticos elaborados são apenas tolerados para alguns casos graves que exigem resposta rápida do organismo para salvar a vida, porque eles causam os efeitos colaterais e os micróbios facilmente criam resistência a eles.

Plantas indicadas
Existem plantas que são consideradas antibióticos naturais pelo fato de ajudarem muito a combater as infecções, como a tansagem, a malva, a folha de batata-doce, o mastruço(mentrus), casca ou folhas de nogueira, picão-da-praia, erva-capuchinha, douradinha-do-campo, salsaparrilha, gervão, pariparoba, bardana. Uma receita de como usar qualquer uma delas é a seguinte: coloque um punhado delas no álcool de cereal, deixar curtir durante 24 horas. Tomar 30 gotas em meio copo de água, 1 vez de manhã e outra à tarde. Também todas elas podem ser usadas em forma de chá, 1 xícara 3 vezes ao dia.

Janice Angelotti
Terapeuta Floral
janiceastamm@hotmail.com
(41)9672-9962

.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

De sua opinião, ela é muito valiosa. Obrigada!