sábado, 21 de maio de 2011

Má Digestão ( Digestão difícil, dispepsia, gastrite)

Quando o estômago não digere bem, o corpo todo sofre as consequências, porque toda a força para o corpo, vem do estômago. Também nosso sangue só será bom se tivermos boas digestões e boas eliminações. 
Devido à febre interna, a digestão não pode se processar direito e cria-se um catarro estomacal.
A causa mais frequente do catarro agudo do estômago, chamado vulgarmente indigestão, digestão difícil, etc. é a irritação da mucosa(pele do estômago), deste órgão, por causa de alimentos indigestos como carnes, peixes, queijos secos, álcool, café, vinagre, condimentos irritantes doces e alimentos alterados. As drogas podem também provocar catarro no estômago, e igualmente os alimentos mal mastigados, comidos às pressas. São ainda perigosos os gelados ou manjares muito quentes. Esta doença caracteriza-se por falta de apetite, mau hálito, peso ou dor no estômago, vômitos, cólicas, náuseas, diarréia, dor de cabeça, etc.
Algumas atitudes que ajudam a melhorar:
. Comer pouco, mastigar bem, comer devagar.
. Não beber líquidos na hora da comida, mas só 1 hora antes ou 1 hora depois.
. Evitar as comidas e bebidas geladas e também as muito quentes.
. Não se esforçar muito nem fisicamente, nem mentalmente, logo após as refeições e nem deitar logo, mas caminhar um pouco.
. Evitar discussões, preocupações, tensões na hora de comer.

Plantas indicadas
Duas plantas ótimas contra o catarro estomacal são a cebola e o limão. Comer bastante cebola cura e tomar bastante suco de limão puro ou com água normalizam a digestão e eliminam o catarro. Outras plantas que facilitam a degestã: açafrão, agrião, alecrim, alfavaca, anis, azedinha, bardana, camomila, capim-cidreira, carqueja, fel-da-terra, gervão, boldo, endro, erva-cidreira, espinheira-santa, funcho, hortelã-pimenta, jurubeba, louro, manjerona, pita, quina, salva, salsa.


ATENDIMENTO DE TERAPIA FLORAL ON LINE
O atendimento é realizado via MSN. Nesse atendimento farei todas as perguntas necessárias sobre seu estado físico e psicológico para que eu possa montar a receita Floral necessária para o seu caso específico.
O valor da consulta é de 100,00 reais.
Horário de atendimento: Segunda a Sábado das 14horas às 20 horas.
REGRAS E COMPROMISSOS PARA O AGENDAMENTO DA CONSULTA
O meu tempo, o seu tempo, e o seu dinheiro são muito importantes. Por isso o agendamento seguirá regras de um compromisso importante.
1. Entre em contato pelo email janiceangelotti@gmail.com e informe do seu interesse em agendar uma consulta. Informe também:
- Nome
- Dia/mês/ano de nascimento – cidade onde nasceu – se possível também horário de nascimento o mais exato que puder(geralmente consta na certidão de nascimento)
- Email
- Endereço de Skype
- Celular com DDD
- Dias e horários que você pode ser atendido (dentro dos horários que eu disponibilizo conforme informado no item anterior). Quanto mais opções informar, mais fácil será conseguir o seu horário.
2. Entrarei em contato de volta com o seu horário, fazendo um pré agendamento. A partir daí, o cliente tem 24 horas para efetuar e confirmar o pagamento que deverá ser feito no Banco Bradesco – Agência 3286-7 – Conta Poupança 1004625-4 – no valor de 100,00 reais em nome de Janice Angelotti Stamm. O agendamento definitivo somente será realizado após o pagamento efetuado.
3. Caso não seja pago e confirmado nas 24 horas, o horário ficará livre para agendamentos de novos clientes.
4. Ao entrar em contato comigo para solicitar agendamento, por gentileza, informe o seguinte: "Li e compreendi todas as condições para o agendamento da sessão online". E logo em seguida informe tudo que é solicitado acima no item 1
Meus contatos
e-mail – janiceangelotti@gmail.com
Skype - janice.stamm2
Facebook - janiceastamm2@facebook.com
Celular – (41) 9672-9962(Tim)
Curitiba – Paraná – Brasil

Janice Stamm - Terapeuta Holística
Formada em Terapia Floral pela Universidade Federal do Paraná
Formada em Iridologia pelo Instituto Brasileiro de Therapias e Ensino

Formada em Bioeletrografia pela International Union of Medical and Applied Bioelectrography

Nenhum comentário:

Postar um comentário

De sua opinião, ela é muito valiosa. Obrigada!